GOVERNANÇA CORPORATIVA E MERCADO DE CAPITAIS: UMA ANÁLISE DAS MUDANÇAS INSTITUCIONAIS E A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA DOS ANOS 2000

  • Manuel dos Santos Leitão
  • Antonio Dirceu Marques
  • Adriana Alves Valentim
  • Camila Feliciano Vieira
  • Janete de Almeida Luiz Manoel
  • Mery Leia da Silva Lima de Almeida
  • Alexandre da Silva de Oliveira

Resumo

O artigo analisa das mudanças institucionais no mercado de capitais no Brasil nos anos 2000. A partir de um arcabouço teórico baseado na economia institucional e da bibliografia específica sobre governança corporativa e estrutura de capitais e controle das firmas, são estudadas as implicações da atuação da Lei das Sociedades Anônimas, como também de instituições como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Para isso, a estrutura do artigo é a seguinte. Na seção 1 são apresentadas as características da globalização financeira e internacionalização do capital das firmas como as principais motivações do artigo. Na seção 2, sob o ponto de vista da economia institucional e bibliografia específica é definida a governança corporativa, como também são tratadas as questões da eficiência e falhas de mercado, como o problema de agência dos mercados de capitais. Na seção 3 são apresentadas notas acerca da experiência brasileira, para iniciar uma análise das mudanças institucionais no mercado de capitais e estruturas de propriedade e controle de capital no Brasil nos anos 2000. Ao final são apresentadas as conclusões do artigo.

Publicado
2016-06-30
Como Citar
LEITÃO, Manuel dos Santos et al. GOVERNANÇA CORPORATIVA E MERCADO DE CAPITAIS: UMA ANÁLISE DAS MUDANÇAS INSTITUCIONAIS E A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA DOS ANOS 2000. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 17, p. 255-271, june 2016. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/333>. Acesso em: 23 sep. 2020. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v1i17.333.

Palavras-chave

economia institucional, mercados de capitais, economia brasileira