A construção da metafísica da verdade em Tomás de Aquino e algumas considerações acerca da verdade nos sentidos

Resumo

A construção da metafísica da verdade em Tomás de Aquino tem suas raízes em duas idéias: a identificação entre ente e verdade (todo o ente é verídico e toda verdade tem existência) e a verdade como adequação entre ente e coisa. Uma vez que a coisa se impõe ao intelecto humano, inicia-se o processo cognitivo de, primeiro, apreender a essência das coisas, e em seguida, a composição e divisão, que nada mais é do que o parecer, o julgamento intelectual. Tal julgamento versa sobre essas proposições: se uma coisa é, é ou se uma coisa não é, não é. Ainda que o processo da verdade como adequação ocorra fundamentalmente no intelecto humano, o autor não deixa de destacar o papel dos sentidos nesse processo cognitivo.

Publicado
Jun 30, 2017
Como Citar
FERRARA, Ricardo Czepurnyj Ferrara. A construção da metafísica da verdade em Tomás de Aquino e algumas considerações acerca da verdade nos sentidos. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 1, n. 19, p. 87-96, june 2017. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/338>. Acesso em: 26 sep. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.22287/ag.v1i19.338.

Palavras-chave

verdade, entidade, intelecto, coisa, sentidos