As Concepções de Unidade e Multiplicidade da Verdade no Pensamento de Tomás de Aquino

Resumo

Há uma verdade una que sustenta e salvaguarda todas as outras verdades existentes. A primeira é identificada com o intelecto divino, incriado, imutável e eterno. Ou seja, o intelecto divino confere forma e matéria à todas as coisas criadas. Nesses termos, a verdade una garante a verdade das coisas no tempo, haja vista que todas as verdades criadas tem seu início, sua gênese na verdade una e incriada, identificada com Deus. A verdade das coisas, que são criadas pelo intelecto divino tem por característica a mutabilidade. O conceito chave que une tais formulações e significados passa pelo conceito de criação.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Ricardo Czepurnyj Ferrara. Mestre em Filosofia na Universidade São Judas (2013). Graduado bacharel em Filosofia pela Universidade São Judas Tadeu (2009) e bacharel em Sistemas de Informação pelo Centro Universitário Íbero - Americano - UNIBERO (2006). Docente do curso de Direito e Sistemas de Informação das Faculdades Integradas Campos Salles (FICS).
Publicado
2016-12-26
Como Citar
FERRARA, Ricardo Czepurnyj Ferrara. As Concepções de Unidade e Multiplicidade da Verdade no Pensamento de Tomás de Aquino. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 1, n. 18, p. 193-208, dec. 2016. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/340>. Acesso em: 17 dec. 2017. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v1i18.340.

Palavras-chave

verdade, intelecto, unidade, multiplicidade, criação