A Música e a Dança na Educação Infantil

  • Flávia Lúcia Garcia Figueiredo Escola Paulista de Educação, Filosofia e Política - ESEF
  • Paulo Marcotti Faculdades Integradas Campos Salles

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir a importância da música e da dança aliada a prática educativa, principalmente na educação infantil. Procura responder a seguinte questão: A importância de se trabalhar música e dança com as crianças da educação infantil? Como resposta, serão mostradas evidências do valor do ensino de música e dança para as crianças em um ambiente escolar alegre e receptivo, contribuindo para o desenvolvimento e convívio social dos alunos na educação infantil, levando em conta que esse tipo de atividade está cada vez mais presente no contexto escolar, propiciando a aprendizagem. Nesse sentido consideramos a música e a dança como facilitadores do ensino-aprendizagem, e que expande o conhecimento musical do aluno e seu repertório cultural. A música e a dança na educação infantil oferecem possibilidades de experiências e vivências, descobertas do corpo e de seus movimentos, construindo uma consciência corporal. Além disso, faz com que as crianças desenvolvam capacidades físicas e intelectuais.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professora de Educação Infantil e Artes para o Ensino Fundamental II e Médio. Formada em Pedagogia na Universidade de Sant’Anna em 1994 e em Arte na Universidade de Santos em 2009. Trabalha na EE Rita Bicudo, na EE Alberto Cardoso de Mello Neto e na EMEI - Bertha Lutz. Especialista pós-graduanda em artes visuais na ESEF Paulista - Escola Paulista de Educação, Filosofia e Política

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Engenharia e Engenheiro Civil pela EPUSP. Professor nas Faculdades Integradas Campos Salles

Publicado
2017-02-19
Como Citar
FIGUEIREDO, Flávia Lúcia Garcia; MARCOTTI, Paulo. A Música e a Dança na Educação Infantil. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 1, n. 18, p. 359-366, feb. 2017. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/413>. Acesso em: 20 oct. 2017. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v1i18.413.