Educação a Distância e Desafios ao Aluno na Construção da Aprendizagem

  • Fernando José Lopes Faculdades Integradas Campos Salles/ Faculdade Flamingo/UNIP
  • Denise Russo da Silva Olhier, Profa.

Resumo

Este artigo se propõe a refletir, por meio de revisão bibliográfica, a Educação a Distância (EaD); a comparação com a aprendizagem presencial; a escolha de um curso a distância partindo de seus benefícios e riscos e o envolvimento do aluno com esta modalidade de ensino. A premissa da EaD é o desenvolvimento de disciplina para o estudo individualizado; porém, nem sempre isto acontece, pois o discente vê-se dependente do docente. Verificou-se sua escolha, em especial, por aqueles que trabalham e/ou estudam ou que apresentam idade maior comparada com a média dos estudantes de uma Instituição presencial. Apesar das apreensões e dúvidas quanto à metodologia, qualidade e à interatividade, concluiu-se que a EaD, por ser democrática e democratizadora, vem expandindo-se, mediante às Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs), não somente no Brasil, mas no cenário mundial, não possuindo a pretensão de sobrepor-se ao ensino tradicional sendo, antes, uma alternativa complementar de ensino e pesquisa optada por razões diversificadas, cujo êxito dependerá, sobretudo, da maturidade e comprometimento do próprio aluno.

Publicado
Jun 30, 2017
Como Citar
LOPES, Fernando José; OLHIER, Denise Russo da Silva. Educação a Distância e Desafios ao Aluno na Construção da Aprendizagem. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 1, n. 19, p. 287-296, june 2017. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/500>. Acesso em: 26 sep. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.22287/ag.v1i19.500.