RESPEITO A SINGULARIDADE NA PERSPECTIVA DO OUTRO

  • Rafael Annunciato Neto Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas Santa Rita de Cássia

Resumo

Este trabalho foi apresentado a disciplina de Introdução ao Campo da Educação e Saúde e tem como objetivo discutir a ideia de que a compreensão do corpo não é a soma das partes. A visão dualista de mente e corpo que se firmou em nossa cultura, na escola, nas religiões, na medicina etc. trata o corpo como algo que pode ser manipulado, sendo a soma das partes. A corporeidade é uma concepção que busca a reconstrução da unidade com o mundo. O corpo é o pivô do mundo, não pode ser entendido separando corpo, mente e alma. Ele é o mediador do conhecimento. O entendimento, a compreensão e a aceitação de que eu sou o corpo e uma condição existencial que revela a linguagem sensível, os desejos, emoções a percepção da realidade, é entender a singularidade na perspectiva do outro. Respeito é entender e aceitar as singularidades, as diferenças na pluralidade dos outros, e compreender a si próprio como um - mente-corpo-alma.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Doutorando em Educação e Saúde pela Unifesp Guarulhos. Mestre em Educação pela Universidade Nove de Julho (2008) e em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade de Guarulhos (1997). Especialização em Planejamento Empresarial, Recursos Humanos e Educação a Distância. Graduação em Pedagogia pela Universidade Cidade de São Paulo (1984). Atuo há 20 anos na área de Educação como Gestor Acadêmico e Professor, coordenando cursos, estágio, TCC, CPA, convênios acadêmicos, CPSA, membro de Conselho Fiscal, pesquisador, editor de revista científica. Conselheiro de Meio Ambiente de Jaçanã/Tremembe. Shodan, Auxiliar Técnico e Arbitro de Judô. Desenvolvi atividades na área de recursos humanos por mais de quinze anos, envolvendo gestão de pessoas, remuneração, carreira e treinamento em empresas de médio e grande porte. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8743149270965030

Referências

COURBIN, Alain; COURTINE, Jean-Jacques; VIGARELLO, Georges (org). História do Corpo. Petrópolis: Vozes, 2008, 3 Vol.
BARTRA, Roger. Antropología del cérebro. México: FCE, 2007.
FREIRE, L. M; DANTAS, M.H. de A. Educação e corporeidade – um novo olhar sobre o corpo. Revista Holos, Rio Grande do Norte, Instituto Federal de Educação e Tecnologia, ano 28, v 24, 2012, p. 148-157.
LE BRETON, David. A sociologia do corpo. Petrópolis: Vozes, 2007.
MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. 2° Ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.
MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.
SACKS, Oliver. Um antropólogo em Marte: sete histórias paradoxais. São Paulo: Cia. Das Letras, 2006.
Publicado
2017-12-31
Como Citar
ANNUNCIATO NETO, Rafael. RESPEITO A SINGULARIDADE NA PERSPECTIVA DO OUTRO. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 1, n. 20, p. 179-184, dec. 2017. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/567>. Acesso em: 13 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v1i20.567.