COMPROMETIMENTO E COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL: O CASO DAS EMPRESAS DE REDES DE VESTUÁRIOS DE FREDERICO WESTPHALEN/RS

  • Andreia Barcarol
  • Josiele Maria Fão Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Felipe Cavalheiro Zaluski Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul http://orcid.org/0000-0003-0942-9180
  • Lucas Veiga Ávila Universidade Federal de Santa Maria
  • Samba Sané Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Resumo

O presente artigo teve como proposta estudar o comprometimento e comportamento organizacional dos gestores das empresas de redes de vestuários da cidade de Frederico Westphalen /RS. O método classifica-se em descritivo e quantitativo realizado por meio de coleta de dados, com a aplicação de questionários utilizando o instrumento Escala de Base do Comprometimento Organizacional – EBACO. Existe na cidade de Frederico Westphalen/RS nove (9) empresas de redes de vestuários, sendo que amostra final da pesquisa foi de 7 empresas. Destacou-se como principais resultados da pesquisa que: entre os gestores que participaram da pesquisa 14% são só sexo masculino e 86% do sexo feminino, sendo 43% pertencentes da faixa etária entre 18 a 28 anos, 43% entre 29 a 38 anos e 14% entre 39 a 49 anos. Conforme a base salarial mensal observou-se que 71% dos gestores apresentam uma renda mensal de 3 a 5 salários mínimos, e 29 % recebem até 2 salários mínimos. Verificou-se que, no que se refere ao comportamento, 51% de concordância dos entrevistados e 49% de discordância das questões respondidas. E, no comprometimento teve-se 82% de concordância dos entrevistados e 18% de discordância das questões respondidas. Significando isso, que existe um espaço a ser trabalhado, sobretudo em relação ao comportamento, para que ambos sejam melhores para o bom andamento das atividades empresarias em que estes gestores trabalham.

Biografia do Autor

Andreia Barcarol

Graduada em Tecnologia em Administração de Pequenas e Médias Empresas –UNOPAR. Pós-Graduada em Liderança e Sustentabilidade - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS. Graduanda em Administração Pública- Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS. 

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Desenvolvimento Regional na Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ. Graduada em Administração pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI. Pós-graduada em Gestão Empresarial pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI. Bolsista PROSUC/CAPES.

##submission.authorWithAffiliation##

Mestrando em Desenvolvimento Regional pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ. Pós-Graduado em Docência do Ensino Superior em Administração pela Faculdade Venda Nova do Imigrante - FAVENI. Graduado em Administração pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ. Integrante do Grupo de Pesquisa Gestão Estratégica no Contexto da Competitividade e do Desenvolvimento Local e Regional - GPCOM (PPGDR/UNIJUÍ). Bolsista PROSUC/CAPES.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Negócios pela Universidade Regional Integrada - URI. Graduado em Administração pela Universidade Regional Integrada - URI. 

##submission.authorWithAffiliation##

Possui graduação em Administração,  Pós-Graduado em Administração Estratégica e mestre em Desenvolvimento, Gestão e Cidadania pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ.

Referências

ALCOVER DE LA HERA, C. y F. GIL (2003): Organizaciones y comportamiento organizacional, en GIL, F., C.M. ALCOVER DE LA HERA (coord.): Introducción a la Psicología de las organizaciones. Madrid: Alianza Editorial, cap1.

BERGAMINI, C.W. Psicologia aplicada à administração de empresas: psicologia do comportamento humano na empresa. São Paulo: Atlas, 1997.

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos humanos: o capital humano das organizações. 9.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

DI BIASE, Francisco; ROCHA, Mário Sérgio F. Caminhos do Sucesso: a conspiração holística e transpessoal do terceiro milênio: espiritualidade na vida, excelência nas pessoas, revolução nas empresas. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2006.

FILENGA, D.; SIQUEIRA M. M. M. O impacto de percepções de justiça em três bases do comprometimento organizacional. Revista de Administração da USP, São Paulo, v. 41, n. 4, out./dez., 2006

HOFSTEDE, G. Culture’s Consequences, 2nd ed., Sage Publications, Thousand Oaks, CA,2001.

LACOMBE, Francisco José Masset. Recursos Humanos: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva,2005

LUZ, Ricardo. Gestão do Clima Organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2006. 350 p.
MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução a Administração. 4. ed . Ver. E ampl. São Paulo: Atlas, 1995.


MEYER J. P.; ALLEN, N. J. A trhee-component conceptualization of organizational commitmente. Human Resource Managemet Review, [S.1.], v. 1, p. 61-89, 1991.

MOWDAY, R. T.; STEERS, R. M.; PORTER, L. W. The measurement of organizational commitment. Journal of Vocational Behavior, v. 14, p. 224-247, 1979.

SÁ, M. A. D., LEMOINE, C. Em matéria de comprometimento organizacional na empresa, são os valores individuais que contam. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 23.,1999, Foz do Iguaçú Anais... PR: ANPAD, 1999. 1 CD ROM.

ROBBINS, Stephen P. Comportamento organizacional. Tradução: Reynaldo Marcodes. 9. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

SIQUEIRA, M. M. M.; GOMIDE JÚNIOR, S. Vínculos do indivíduo com o trabalho e com a organização. In: ZANELLI, J.C.; BORGES-ANDRADE, J.E.; BASTOS, A.V.B.. Psicologia,organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 300-328.

SAMPAIO, Dulce Moreira. A pedagogia do ser: educação dos sentimentos e valores humanos. Petrópolis, Rj: Vozes, 2007.

VENTURA, M. M. O estudo de caso como modalidade de pesquisa. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, v. 20, n. 5, p. 383-386, set./out. 2007.

WIENER, Y. Commitment in organizations: a normative view. Academy of Management Review, 7(3),418-428, 1982.
Publicado
2018-10-30
Como Citar
BARCAROL, Andreia et al. COMPROMETIMENTO E COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL: O CASO DAS EMPRESAS DE REDES DE VESTUÁRIOS DE FREDERICO WESTPHALEN/RS. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 1, n. 21, p. 199-216, oct. 2018. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/765>. Acesso em: 22 aug. 2019. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v1i21.765.