Inclusão escolar: dilemas e perspectivas

  • Ana Maria Falsarella

Resumo

O tema deste estudo é o sentido que a deficiência tem tomado ao longo da história humana, culminando nos dias atuais com a proposta de uma escola que busque um sentido de ampla inserção social, superando o preconceito para com os chamados "alunos problemáticos". Para além do conceito de integração de crianças portadoras de necessidades especiais, o que se constrói é o conceito de inclusão, isto é, que considere a existência de múltiplas diferenças entre os seres humanos, todos eles com direito à aprendizagem e ao convívio escolar. O artigo trata também do preconceito presente na escola contra os alunos que, por diferentes motivos, apresentam comportamento desajustado e que são, invariavelmente, rotulados como "indisciplinados".

##submission.authorBiography##

Ana Maria Falsarella
Doutoranda em Educação. Mestre em Educação. Psicopedagoga. Professora do curso de Pedagogia da Universidade Bandeirante. Professora convidada do curso de Especialização em Psicopedagogia das Faculdades Integradas "Campos Salles".

Referências

ADORNO, T H; HORKHElMER, M. Elementos do anti-semitismo. ln: Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1985. p. 157-194.
ADORNO, T H. Educação após Auschwitz. ln: Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995. p. 119-138.
ADORNO, T H. Opinión, loucura e sociedade. ln: Intervenciones. Caracas: Monte Ávila, 1969. p. 137-160.
BUENO, José G. da S. Excepcionalidade, história e conceito. ln: Educação especial brasileira: integração/segregação do aluno diferente. São Paulo: EDUC, 1993. p.27-40.
___. Crianças com necessidades educativas especiais, política educacional e a formação de professores: generalistas ou especialistas. Revista Brasileira de Educação Especial, n. 5, p. 7-25, 1997.
COOK, Brian G. et ai. Teacher's attitudes toward their included students with disabilities. Exceptional Children, v. 67, n. 1, p. 115-135, 2000.
JENKINS, Joseph R.; ODOM, Samuel L.; SPELTZ, Matthew L. Effects of social imegration on preschool children with handicaps. Exceptional Children, v. 55, n. 5, p. 420-428, Feb. 1989.
KLAUSMEIER, Herbert J. Manual de Psicologia Educacional. São Paulo: Harbra, 1977.
KLINGNER, J anette; V AUGHN, Sharon. Studem's perceptions of instruction in inclusion classrooms: implications for students with learning disabilities. Excepcional Children, v. 66, n. 1, p. 23-37, 1999.
MAZZOTTA, Marcos J. S. História da educação especial no Brasil. ln: Educação especial no Brasil: história e políticas públicas. São Paulo: Cortez, 1996. p. 27-49.
MORRISON, Galé M.; D'INCAU, Bárbara. Developmental and service trajectories of students with disabilities recommended for expulsion from school. Exceptional Children, v. 66, n. 2, p. 257-272, Winter 2000.
OBIAKOR, E. Festus. Teacher Expectations of Minority Learners: impact on "Accuracy" of self-concepts. Exceptional Children, v. 66, n. 1, p 39-53. 1999.
ODOM, Samuel L.; DEKLYEN, Michelle; ENKINS, Joseph R. lntegrating Handicapped and Nonhandicapped Preeschoolers: Developmental lmpact on Nonhandicapped Children. Exceptional Children, v. 51, n.l, p. 41-48, 1984.
PORTER, Gordon. Organização das escolas: conseguir o acesso e a qualidade através da inclusão. ln: Dimensões formativas: caminhos para as escolas inclusivas, 1994. p. 34-48. Trabalho apresentado à Conferência Mundial sobre "Necessidades Educativas Especiais: acesso e qualidade", Salamanca, 4 a 10 de junho de 1994.
SANCHES, Isabel Rodrigues. Necessidades Educativas: conceito e âmbito de aplicação. ln: Necessidades educativas especiais e apoios e complementos educativos no quotidiano do professor. Porto: Porto, 1996. p. 9-20.
SANTOS, Mônica Pereira dos. A Inclusão da criança com necessidades educacionais especiais. 1997. Mimeografado.
SILVA, Shirley. A multiplicidade de se construir o especial: os "especiais" e a crise derivada na educação especial. ln: Educação Especial: um esboço de política pública. 2000. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação/USP, p. 10-28.
Como Citar
FALSARELLA, Ana Maria. Inclusão escolar: dilemas e perspectivas. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 5, p. 32-38, aug. 2012. ISSN 2316-3852. Disponível em: <https://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/111>. Acesso em: 21 june 2021. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v0i5.111.