A História da mídia brasileira e o desenvolvimento da mídia exterior

  • Augustin Perez Rodrigues

Resumo

Não mais se pode pensar em propaganda como um fenômeno isolado. Ela faz parte do panorama geral da comunicação e está em constante envolvimento com fenômenos paralelos, nos quais colhe subsídios.

Nos estudos que vêm sendo realizados não se cuida apenas da comunicação de massa, como também da comunicação interpessoal: da palavra falada, do sinal, do gesto, da imagem, da exibição, da impressão, da radiodifusão, do cinema, de todos os signos e símbolos por meio dos quais as pessoas tratam de transmitir significados e valores a outros humanos.

Do ponto de vista do Marketing, a comunicação toma sua importância através do chamado mix de comunicação. O estudo do veículo ou mídia é fundamental na determinação dos objetivos da comunicação, que invariavelmente passam por: conhecimento de um produto, empresa ou idéia e o convencimento do consumidor, o que deverá levar ao ato de compra.

##submission.authorBiography##

Augustin Perez Rodrigues
Doutorando em Comunicação e Semiótica - PUC/SP. Mestre em Administração - PUC/SP. Professor da PUC/SP. Professor dos cursos de Administração e Comércio Exterior das Faculdades Integradas "Campos Salles".

Referências

AICHER, Oti; KRAMPEN, Martin. Sistemas de signos en la comunicación visual. Madrid: GG.Diseiio,1999.
AUMONT, Jacques. A imagem. Campinas: Papirus, 1993.
BARILI, D. A. Contramão do marketing. São Paulo: Siciliano, 1997.
BELCH, George; BELCH, Michael. Advertising and promotion. New York: Irwin/Mc-Hill, 1998.
BONNICI, Peter. Lenguaje visual: la cara oculta ed la comunicación. Madrid: Index Book, 2000.
BOONE, Louis; KURTZ, David. Marketing contemporâneo. Rio de Janeiro: LTC, 1998.
CADET, C. CHARLES; GALUS,]. La communication par l'image. Paris: Nathan,1998.
CARVALHO, Nelly de. Publicidade: a linguagem da sedução. São Paulo: Ática, 1998.
CASTRO, Álvaro de. Propaganda e mídia digital. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2000.
CESAR, Newton. Direção de arte em propaganda. São Paulo: Futura, 2001.
COELHO NETTO, José T. Semiótica, informação e comunicação. São Paulo: Perspectiva, 1996.
DEELY, John. Semiótica básica. Tradução Júlio C.M.Pinto. São Paulo: Ática, 1990.
DURANDIN, Guy. Les mensonges en propagande et en publicité. Paris: Presses Universitaires de France, 1982.
ECO, Umberto. Viage121 na irrealidade cotidiana. Tradução A. E Bernardini e H. E Andrade. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.
___. O Signo. Lisboa: Presença, 1986.
EPSTEIN, Isaac. O signo. São Paulo: Ática, 1999.
FERREL, C. et al. Estratégia de marketing. São Paulo: Atlas, 2000.
FIGUEIREDO, José Carlos; GIANGRANDE, Vera. Comunicação sem fronteiras. São Paulo: Gente,1999.
GIACOMINI FILHO, G. Consumidor versus propaganda. São Paulo: Summusm, 1991.
IACOBUCCI, Dawn (Org.). Os desafios do marketing. São Paulo: Futura, 2001.
KAY, Patricia. O desafio da comunicação nos movimentos sociais. Suzano: Abre0lho,1999.
KOTLER, Philip. Administração de marketing. São Paulo: Prentice Hall, 2000.
___. Semiotics of Person and Nation Marketing. Marketing Signs: new directions in the study of study of signs for sale. Jean Umiker-Sebeok. Berlin: Mouton de Gruyter, 1987.
LAS CASAS, Alexandre (Org.). Novos rumos do marketing. São Paulo: Atlas, 2001.
LESSA, Washington Dias. Dois estudos de comunicação visual. Rio de Janeiro: UFRJ, 1995.
MARTINS, José. O poder da imagem. São Paulo: lntermeios, 1992.
MARTINS, Zeca. Propaganda é isso aí!.São Paulo: Futura,1999.
MCLUHAN, Marshall. Os meios de Comunicação. São Paulo: Cultrix, 1998.
MELLOR, D. (Org.) Formas de comunicação. Lisboa: Teorema, 1995.
MOLES, A. Mass Communication. ln: Encyclopedic dictionary of semiotics, T.A. Sebeok et ai. (eds). Berlim: Mouton de Gruyter, 1986.
NOTH, Winfried. Advertising the frame message. Marketing Signs: new directions in the study of signs for sale. Jean Umiker-Sebeik. Berlin: Mouton de Gruyter, 1987.
PETIT, Francesco. Propaganda ilimitada. São Paulo: Siciliano, 2000.
PIGNATARI, Décio. Informação, linguagem e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1986.
PREDEBON, José (Org.). Propaganda: profissionais ensinam como se faz. São Paulo: Atlas, 2000.
RANDAZZO, Sal. A criação de mitos na publicidade. Rio de Janeiro: Rocco, 1996.
RUBIM, Antônio Albino (Org.). O olhar estético na comunicação. Rio de Janeiro: Vozes, 1999.
SANT'ANNA, Armando. Propaganda: teoria-técnica-prática. São Paulo: Pioneira, 1998.
SANTAELLA, Lucia. A teoria geral dos signos: semiose e autogeração. São Paulo: Ática, 1995.
___. O que é Semiótica. São Paulo: Brasiliense, 1983 .
___. Cultura das mídias. São Paulo: Experimento, 1996.
SCHMITT, Bernd; SIMONSON, Alex. A estética do marketing. São Paulo: Nobel, 2000.
SOUZA, Sandra Esteves. Marketing & Semiótica. Revista ESPM, v.3. n.3. São Paulo: Referência, 1996.
TOMAS, Lia (Org). De sons e signos. São Paulo: Edu c, 1998.
VASSALO, Maria Immacolata. Comunicação - Pesquisa em comunicação. São Paulo: Loyola, 1990.
Como Citar
RODRIGUES, Augustin Perez. A História da mídia brasileira e o desenvolvimento da mídia exterior. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 6, p. 61-66, sep. 2012. ISSN 2316-3852. Disponível em: <https://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/123>. Acesso em: 23 june 2021. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v0i6.123.