O papel estratégico da cultura organizacional na construção da personalidade no trabalho

  • Claudinei Senger
  • Mauricio Pedro da Silva
  • Mônica Maria Martins de Souza

Resumo

A estratégia e a cultura organizacional utilizam-se das normas organizacionais para construir um novo sujeito - a personalidade daquele que trabalha. A partir desta reflexão pode-se pensar que o trabalho é uma mídia e a empresa é um espaço que constrói e desconstrói personas profissionais.

A investigação pressupõe a compreensão entre a comunicação, cultura e missão organizacional. Esses fatores dependem do sujeito interpretante que se dirige à esse espaço, para alimentar seus vínculos. A sua comunicação com a empresa se faz por meio da missão, e o trabalho torna-se a interface, a representação do real. A missão funciona como mentora da mídia “trabalho”, o seu discurso atrai o nômade, seda-o, afastando-o do senso e aproximando-o da loucura. Mantém-no refém, doa-lhe competência e sanciona-o positiva ou negativamente. Esse sistema de comunicação conduz a existência do sujeito, em estado alterado de consciência, e o seu corpo dá lugar à identidade coletiva, ele coloca o seu poder no fazer da empresa, espaço de construção e desconstrução.

Biografia do Autor

Claudinei Senger

Mestre em Direito Internacional pela UNISANTOS/SP . Prof. das Faculdades integradas "Campos Salles" – FICS-SP. Prof. Pesquisador do Grupo de Pesquisa da Faculdade ENIAC desde 2009. Compõe desde o início de 2012 o grupo de pesquisa, orienta Iniciação Científica é co-editor da Revista Acadêmica Augusto Guzzo. www.campossalles.edu.br /ISSN 1518-9597.

Mauricio Pedro da Silva

Graduado em Administração pela UNG. Especialista em Educação e Docência. Prof. pesquisador do grupo de pesquisa da Faculdade ENIAC desde 2009. Compõe desde o início de 2012 a Comissão de Edição, Revisão, diagramação e Editoração Eletrônica da Revista Revista Acadêmica Augusto Guzzo. www.campossalles.edu.br /ISSN 1518-9597.

Mônica Maria Martins de Souza

Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP. Mestre em Administração de Empresas pelo Mackenzie SP. Especialista em Administração de RH. Especialista em Tecnologia Educacional. Psicóloga e jornalista. Atual Profa convidada Pós-graduação do Mackenzie. Desde 2006 é avaliadora INEP. Profa. Pesquisadora da Faculdade ENIAC, coordena grupo de Pesquisa e Iniciação Científica, organiza Seminários Anuais desde 2009 e da Revista Acadêmica ENIAC PESQUISA. É Profa. Pesquisadora, coordena Cursos e a Revista Acadêmica Augusto Guzzo nas Faculdades Integradas Campos Salles – FICS – SP, desde agosto de 2010. Consultora da Euroatlantica Ghesa Brasil Ltda.

Publicado
2012-07-19
Como Citar
SENGER, Claudinei; SILVA, Mauricio Pedro da; SOUZA, Mônica Maria Martins de. O papel estratégico da cultura organizacional na construção da personalidade no trabalho. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 9, p. 75-85, july 2012. ISSN 2316-3852. Disponível em: <https://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/27>. Acesso em: 21 june 2021. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v1i9.27.

Palavras-chave

Comunicação e Cultura Organizacional; Comunicação Estratégica; Sistemas de Comunicação; Universo Simbólico; Vínculos Comunicacionais