ESTUDO DA VIABILIDADE TÉCNICA DE UM SISTEMA AUTOMATIZADO PARA INCLUSÃO DO DEFICIENTE VISUAL NA INDÚSTRIA: ADAPTAÇÃO DO DEFICIENTE VISUAL EM UMA CÉLULA PRODUTIVA

  • Sebastião Garcia Junior ENIAC
  • Luciano Galdino ENIAC
  • João Carlos Lopes Fernandes ENIAC

Resumo

Atualmente na sociedade existe a necessidade de que sejam implantadas ferramentas de inclusão social para deficientes em geral, e nas indústrias isso não é diferente. No caso específico do deficiente visual, até o momento, não há qualquer tipo de ferramenta ou sistema que possibilite a inclusão deste em um ambiente produtivo e nem sequer normas específicas para assegurar a sua integridade física. Baseado nisto, este artigo apresenta o desenvolvimento de um sistema automático que possibilite a substituição do sentido da visão pelo tato, possibilitando o trabalho de um deficiente visual em um ambiente produtivo industrial, através de componentes comuns utilizados em automação industrial, apoiado em normas de segurança gerais já existentes. Será abordada também a análise da viabilidade técnica para implantação e um exemplo de um setor industrial para deficientes visuais.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
Professor de Mecânica Básica e Processos Industriais na faculdade ENIAC. Sócio Diretor da A&S Automação Industrial. Bacharel em Engenharia Mecatrônica pela faculdade ENIAC e Tecnólogo em Mecatrônica Industrial pela faculdade de Tecnologia ENIAC-FAPI
##submission.authorWithAffiliation##
Professor de Física e Elementos de Máquina na Faculdade ENIAC. Mestre em Ciências Exatas e da Terra na área de Física Nuclear pela USP, especializado em Física pela USP e Licenciado em Matemática pela UNG
##submission.authorWithAffiliation##
Professor pesquisador na Faculdade ENIAC. Doutor em engenharia biomédica pela UMC, Mestre em engenharia de computação pelo IPT/USP. Licenciado em ciências da computação pela USC

Referências

BEER, F.P.; JOHNSTON, R.E; EISENBERG, E.R. Mecânica Vetorial para Engenheiros: Estática. 7 ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2006.
CAMPBELL, Larry. Trabalho e cultura: meios de fortalecimento da cidadania e do desenvolvimento humano. Revista Contato – Conversas sobre Deficiência Visual – Edição Especial. Ano 5, número 7 – Dezembro de 2001.
CENSO DEMOGRÁFICO 2010. Tabulação Avançada: Resultados Preliminares da Amostra, disponível em . Acesso em 19/11/2014.
FITZGERALD, A. E.; KINGSLEY, Charles; UMANS, Stephen D. Máquinas elétricas: com introdução à eletrônica de potência. 6 ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.
BIRD, Jonh, Circuitos elétricos, teoria e tecnologia. 3 ed. São Paulo: Elsevier, 2009.
GIL, Marta (org). Deficiência Visual. Ministério da Educação. Secretaria de Educação à Distância, n° 1/2000.
HIBBELER, Russell C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 12 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.
KOPELVSKI, Maycon M. Teoria de CLP. São Paulo: Instituto Federal, 2010. (Apostila).
MCMILLAN, Robert B., Rotating machinery: practical solutions to unbalance and misalignment. 1 ed. New York, 2004. Maycon Max Kopelvski
MELCONIAN, Sarkis. Elementos de máquinas. 9. ed. São Paulo: Érica, 2008.
NBR NM - 272:2002 - Segurança de máquinas - Proteções - Requisitos gerais para o projeto e construção de proteções fixas e móveis.
NBR NM - 273:2002 - Segurança de máquinas - Dispositivos de intertravamento associados a proteções - Princípios para projeto e seleção.
NEMA - National Electrical Manufacturers Association (revisão de 18/06/2007). Disponível em . Acesso em 22/11/2014.
PRUDENTE, Francesco. Automação Industrial; PLC teorias e aplicações; 2 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2011.
RAO, Singiresu. Vibrações mecânicas. 4 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2008.
SÁ, Elizabet D.; CAMPOS, Izilda M.; SILVA, Myriam B. C. Atendimento educacional especializado: Deficiência Visual, 2007. Disponível em: . Acesso em 22/11/2014.
WEG AUTOMAÇÃO. Soluções em Segurança: linha safety. Disponível em: . Acesso em 18/11/2014.
Publicado
2015-12-29
Como Citar
GARCIA JUNIOR, Sebastião; GALDINO, Luciano; FERNANDES, João Carlos Lopes. ESTUDO DA VIABILIDADE TÉCNICA DE UM SISTEMA AUTOMATIZADO PARA INCLUSÃO DO DEFICIENTE VISUAL NA INDÚSTRIA: ADAPTAÇÃO DO DEFICIENTE VISUAL EM UMA CÉLULA PRODUTIVA. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 2, n. 16, p. 198-213, dec. 2015. ISSN 2316-3852. Disponível em: <https://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/294>. Acesso em: 22 june 2021. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v2i16.294.

Palavras-chave

Deficiente visual. Inclusão. Indústria.