Entrevista com Alessandra Gotuzo Seabra Capovilla

  • Alessandra Gotuzo Seabra Capovilla

Resumo

Pesquisas realizadas na Europa e América do Norte, desde a década de 70, revelaram a importância do método fonológico para a aquisição das habilidades de leitura e escrita.

No Brasil, os primeiros trabalhos desenvolvidos pelo Laboratório de Neuropsicolingüística Cognitiva Experimental do Instituto de Psicologia da USP concluíram que 70% dos problemas de aprendizagem demonstrados por crianças referem- se à dificuldade de decodificar os fonemas, unidades sonoras que compõem as palavras.

Augusto Guzzo Revista Acadêmica foi ouvir a professora Alessandra Gotuzo Seabra Capovilla, mestre, doutora e pós-doutorada em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Docente e pesquisadora dos programas de mestrado e doutorado em Psicopedagogia da Universidade de Santo Amaro e pesquisadora associada pelo CNPq do Laboratório de Neuropsicolingüística Cognitiva do Instituto de Psicologia da USP. É autora de livros e artigos nas áreas de alfabetização, avaliação e remediação de problemas de leitura e escrita e consultora junto a escolas para a implantação do método fônico.

##submission.authorBiography##

Alessandra Gotuzo Seabra Capovilla
Alessandra Gotuzo Seabra Capovilla, mestre, doutora e pós-doutorada em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Docente e pesquisadora dos programas de mestrado e doutorado em Psicopedagogia da Universidade de Santo Amaro e pesquisadora associada pelo CNPq do Laboratório de Neuropsicolingüística Cognitiva do Instituto de Psicologia da USP.
Publicado
2003-05-07
Como Citar
CAPOVILLA, Alessandra Gotuzo Seabra. Entrevista com Alessandra Gotuzo Seabra Capovilla. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 6, p. 10-13, may 2003. ISSN 2316-3852. Disponível em: <https://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/56>. Acesso em: 23 june 2021. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v0i6.56.