Breve Discussão sobre a Tríade: Estado, Educação e Economia

  • Márcia Flaire Pedroza

Resumo

O presente artigo pretende levantar breves questões sobre a crise do setor educacional e o novo papel do Estado na economia, procurando esboçar a predominância do discurso neo-liberal da revalorização da escolaridade vinculada à formação de mão de obra para o mercado, em detrimento da educação como meio de construção da cidadania.

##submission.authorBiography##

Márcia Flaire Pedroza
Mestre em Economia FGV-SP - Professora de Economia das Faculdades Integradas "Campos Salles", PUC-SP e FMP.

Referências

ANDERSON C.A. Contexto social do planejamento educacional. Cadernos de Pesquisa. São Paulo: Fundação Carlos Chagas,1973.
ARROW, K. Social Choice and individual Values. Yale: Yale University Press, 1951
BECKER, Gary S. Investiments in human capital: a theorical analysis. Readings in the economic of education. UNESCO, Paris: 1968.
BLAUG, Mark. Introdução à economia da educação. Porto Alegre: Globo, 1975.
BRESSER PEREIRA, L.C., MARAVALL, J.M. PRZERWORSKI, A, Economic Reforms in New Democracies, Cambridge:
Cambridge University Press, 1993
CASTRO, Cláudio de Moura. Desenvolvimento econômico, educação e educabilidade. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1972.
___. Planejamento educacional e desenvolvimento. ln Simpósio sobre Planejamento da Educação. São Paulo: SBPC, 1972.
___. Educação brasileira: consertos e remendos. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.
CEPAL/UNESCO Educacion y conocimiento: Eje de la transforma-cion produtiva con eqüidade. Santiago, Chile: 1992.
CORAGGIO, J.L. Desenvolvimento humano e educação. São Paulo: Cortez, 1996.
DE TOMMASI, L ,WARDE, M.J. & HADDAD, S. (orgs.). O Banco Mundial e as políticas educacionais. São Paulo: Cortez,1996.
DOCUMENTOS Oficiais sobre Planos de Governo, Ministério do Planejamento e Presidência da República. (de 1962 a 1994)
DOCUMENTOS Oficiais sobre Planos de Educação, Ministério da Educação e Cultura. (de 1962 a 1996).
FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.
FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capitalismo real. São Paulo: Editora, 1995
FURTADO, Celso. Desenvolvimento e subdesenvolvimento, Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961.
___. Brasil e a Construção Interrompida, São Paulo: Paz e Terra, 1992
GALBRAITH, J. K. O Novo estado industrial. São Paulo: Abril Cultural, 1982
GATTI, Bernadete A. Problemas da educação básica no Brasil: a exclusão das massas populacionais. OEA, Projeto Multinacional de Educação Básica, Washington, 1990
GINZBERG, Eli. Aptidões para o desenvolvimento. Diálogo, out/dez 1972.
HABERMAS, J Mudança Estrutural da Esfera Pública, Rio de Janeiro, Biblioteca Tempo Universitário, 1984
HAVEMAN, R. H. & MARGOLIS, J. Un Análisis del gasto y las políticas gubemamentales. México: Fondo de Cultura
Econômica, 1992.
KEYNES, J.M. A Teoria geral do emprego, do juro e da moeda. São Paulo: Atlas, 1988.
MARX, K. & ENGELS, F. Textos sobre educação e ensino. São Paulo: Moraes, 1983.
OLSON, M. The Logic of Collective Action: Public Goods and the Theory of Groups, Harvard: Harvard Press, 1965.
PARNES, H.S. Relation of occupation to educational qualification. Economics of Education . Middlesex: England, Penquim Books, 1968.
PLANO de Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério. Ministério da Educação e Cultura. Brasília, 12/09/1995.
PREBISH, Raul. Transformação e desenvolvimento: a grande tarefa da América Latina, Rio de Janeiro, FGV, 1993.
PRESIDENT's COMMISSION ON HIGHER EDUCATION. Education for free men. Higher education for american democracy, New York: Harper, 1947.
PRZEWORSKY, A Estado e Economia no Capitalismo, Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995
RIBEIRO, Sérgio Costa. A Pedagogia da repetência. Estudos Avançados, vol. 12, maio/agosto, 1990.
SALM, Cláudio. As relações entre capitalismo e educação: prolegômenos. Estudos Econômicos, São Paulo, v.22, IPE-USP, p.49 a p.62, 1992.
SAVIANI, Demerval. Neo-Liberalismo ou pós-liberalismo? educação pública, crise do estado e democracia na América Latina. Estado e Educação. Campinas: Papirus, 1992.
SCHULTZ, Theodore W O Capital humano: investimentos em educação e pesquisa. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.
SEN, A K. Internal Consistency ofChoice, Econometrica, vol.61, nr 03, May, 1993
TOURAINE, Alain. Educação permanente e sociedade industrial. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Jan/mar, 1969
VAIZEY, John. Economia da educação. São Paulo: IBRASA. 1968.
Como Citar
PEDROZA, Márcia Flaire. Breve Discussão sobre a Tríade: Estado, Educação e Economia. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 74-80, aug. 2012. ISSN 2316-3852. Disponível em: <https://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/75>. Acesso em: 21 june 2021. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v2i1.75.