A visão Keynesiana sobre decisão sob incerteza: a formação de convenções

  • Antônio Carlos Casulari Roxo da Motta

Resumo

A incerteza, e o processo de tomada de decisões sob incerteza, são cruciais na visão de Keynes. Como os gestores da riqueza não dispõem de informações objetivas sobre o futuro, eles são obrigados a formar subjetivamente expectativas sobre os acontecimentos e terão necessidade de conferir algum grau de crença àquelas expectativas. Face à incerteza, os agentes económicos procurarão fixar-se em convenções. Para Keynes, sob incerteza densa, o senso comum premia a convenção contra a ousadia: é melhor errar com a maioria do que acertar contra ela.

##submission.authorBiography##

Antônio Carlos Casulari Roxo da Motta
Mestre em Economia (Demografia Econômica) . Bacharel em Ciências Econômicas. Professor das Faculdades Integradas "Campos Salles" e do Centro Universitário UNIFIEO.

Referências

ANGLIETIA, M.; ORLÉAN, A. A violência da moeda. São Paulo: Brasiliense, 1990.
BELLUZO, L G.;COUTINHO, L G. Desenvolvimento e estabilização sob finanças globalizadas. ln: Economia e Sociedade . Campinas:' Unicamp, n. 7. dez. 1996.
DILLARD, D. A teoria econômica de John Maynard Kéynes. São Paulo: Biblioteca Pioneira de Ciências Sacias, 1993.
DOW, S. Macroeconomic Thought. Oxford, England: Basil Black Well Ltd.,1985.
KEYNES, J. M. A Teoria Geral do emprego, do juro e da moeda. São Paulo: Nova Cultural, 1985.
MINSKY, H. P. John Maynard Keynes. New York: Columbia University Press, 1975.
SHACKLE, G. L S. Epistemics and Economics. Cambridge: University Press, 1972.
___. Origens da Economia Contempordnea. São Paulo Hucitec, 1991.
VERCELLI, A. Por uma Macroeconomia não reducionista : uma perspectiva de longo prazo. ln. Economia e Sociedade. Campinas: Unicamp, n. 3, dez. 1994.
Como Citar
MOTTA, Antônio Carlos Casulari Roxo da. A visão Keynesiana sobre decisão sob incerteza: a formação de convenções. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 2, p. 78-84, aug. 2012. ISSN 2316-3852. Disponível em: <https://fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/84>. Acesso em: 05 aug. 2021. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v0i2.84.